sábado, outubro 15, 2011


Perguntas frequentes

Desde o dia  20 de abril de 2012 suspendemos a publicação de Animais p/ Adoção e Achados e Perdidos, In Memoriam em álbuns com cartazes padronizados como vinhamos fazendo desde 2009 por falta de voluntários. Também paramos de alimentar o Blog diariamente e ficou sendo atualizado de forma esporádica.

Conseguimos nestes quatro anos de trabalho de forma informal cumprir nosso maior objetivo que era a mobilização social para implantação de Políticas Públicas para os Animais.

Agora temos mais uma novidade: O PAM está sendo formalizado e em breve voltaremos a prestar vários serviços aos associado e continuaremos nosso trabalho desenvolvendo ações pedagógicas e de conscientização.

Nosso nome mudou para: Associação de Proteção Animal de Macaé, mas a sigla continua sendo PAM!

Associe-se! Visite-nos no dia 04 de maio na Feira de Adoção ou aguarde a inauguração da nossa sede.

Este trabalho é nosso! E o PAM somos nós!
 
Atenciosamente,
 
Diretoria e Conselho Fiscal

Veja como denunciar maus-tratos no link: http://protetoresdemacae.blogspot.com.br/2011/03/como-denunciar-maus-tratos-animais.html (ou no lado direito do Blog em "Como denunciar maus-tratos).

1- O Protetores dos Animais de Macaé – PAM é uma ONG?
RESPOSTA: Não. É um movimento social que tem como objetivos:
ü      Implantação de Políticas Públicas de Proteção e Bem-Estar Animal em Macaé;
ü      Promover ações de conscientização e pedagógicas dos direitos dos animais domésticos e silvestres;
ü      Divulgar animais para adoção; (facebook)
ü      Anunciar animais achados e perdidos; (facebook)
ü      Criar um banco de dados das ações das (os) voluntárias (os) da Proteção Animal;
ü      Articular-se com o movimento nacional de proteção animal.

2- Encontrei um cãozinho (gatinho) na rua! O vizinho mudou e abandonou os animais! O PAM pode recolher?
RESPOSTA: Não. O PAM não tem abrigo e não recolhe animais de rua nem abandonados. Infelizmente o abandono acontece por não termos Políticas Públicas nem Fiscalização no cumprimento da lei de proteção animal. Este movimento foi criado justamente para trabalhar pela mobilização social, pressionando o poder público no cumprimento da lei. A forma que o PAM colabora é divulgando animais pra adoção orientando sobre a Posse Responsável e os Direitos dos Animais. Se seu vizinho abandonou um animal faça Boletim de Ocorrência na delegacia, pois isso é crime.

3- Como faço pra anunciar animais pra adoção ou achados e perdidos?
RESPOSTA: Para anunciar, os seguintes critérios terão que ser cumpridos:
  1. Será publicado somente anúncios de animais que estão em Macaé;
  2. Todo pedido de divulgação deverá ser encaminhado para o e-mail: protetoresdemacae@gmail.com  (na ausência de monitoramento de e-mail, enviar p/ o e-mail indicado através da resposta automática);
  3. Deve ter no contato: nome,celular e/ou telefone e e-mail (opcional);
  4. Foto somente do animal (sem pessoas);
  5. Em caso de Achados & Perdidos citar o bairro e descrever o acontecido.
Obs.: Pedimos que o solicitante informe quando o animal for adotado para encerrarmos a divulgação, caso contrário será excluído automaticamente em 4 meses após a data de publicação.

4- O PAM possui abrigo?
RESPOSTA: Não. No movimento de proteção animal há vários voluntários que oferecem lar temporário para animais, mas estas são ações individuais e o PAM não se envolve neste processo.

5- O PAM repassa pedidos de ajuda e resgate?
RESPOSTA: Não. No início do movimento em 2009 até repassava, mas, com o tempo foi verificando que isto se torna uma “bola de neve” sobrecarregando poucos que se propõem a ajudar sempre. Temos um espaço no Blog destinado as Ações das voluntárias (os), ali postamos diversas histórias de resgates e outras, porém, estas são ações individuais das pessoas e não do PAM como grupo.

6- O PAM se responsabiliza pelos animais que divulga pra adoção?
RESPOSTA: Não. Os animais anunciados estão sob a responsabilidade da pessoa que o resgatou e disponibilizou para doação devendo em caso de devolução a mesma se responsabilizar em aceitar o animal de volta. Sugerimos a assinatura do termo de adoção e posse responsável.

7- Gostaria de ajudar o PAM. O que fazer?
RESPOSTA: Existem muitas formas de ajudar o trabalho do PAM, principalmente doando material educativo para as ações pedagógicas e participando dos eventos de mobilização. Porém, se você quiser ajudar algum animal com ração, esterilização (castração), dinheiro, remédios e outros itens entre em contato pelo nosso e-mail (protetoresdemacae@gmail.com) que passamos os nomes de protetoras (es) cadastrados no nosso banco de dados e você poderá fazer uma visita e ajudar como puder. Todos as pessoas cadastradas são conhecidas e atuam voluntariamente e de forma independente na Proteção Animal, ou seja, são ações individuais de dedicação e amor aos animais.


8- Quero adotar um animal para meu filho (a), podem me orientar?
RESPOSTA: Adotar um animal é muita responsabilidade, em especial quando sua tutora será uma criança que ainda não pode assumir a responsabilidade por uma vida, por isto, esta decisão precisa ser muito bem pensada pelos pais. Nós da proteção animal fazemos uma grande campanha de conscientização neste sentido. O animal é um ser que tem sentimentos, dá trabalho, é temperamental e pode viver 15 anos ou mais! É importante conversar bastante com a criança da fragilidade destes seres sencientes que dependem da proteção do humano. Já foi comprovado cientificamente que um cão tem a percepção psicológica similar a de uma criança de 2 anos e 1/2, ou seja, você terá um "filho" desta idade por mais de 10 anos. Infelizmente muita gente adquire um animal na empolgação e depois abandona, por isto, orientamos desta forma a todos que querem adotar com responsabilidade, pesando suas condições físicas, psicológicas e financeiras. Leia sobre Posse Responsável.

9- Quais os cuidados que devo ter quando pego um animal de rua?
RESPOSTA: Assim que recolhido, a condição geral de saúde de cada animal precisa ser verificada, passando por uma avaliação e a partir daí se verifica quais são as necessidades específicas de cada um deles. Para isso, ele passa por uma consulta veterinária e pode ficar internado, quando muito debilitado. Ele necessita ser alimentado, medicado (anti-pulgas, vermífugo e o que mais for preciso) e esterilizado assim que chega a idade ou quando está mais fortinho. Além disso, todos passam também por uma quarentena para nos certificarmos que estão livres de zoonoses (doenças que podem ser passadas aos humanos).

10- Os animais anunciados estão esterilizados, vacinados e vermifugados?
RESPOSTA: O PAM gostaria de anunciar somente animais esterilizados (castrados),  porém, isto não acontece porque em Macaé ainda não há este serviço gratuito, apesar de estar na lei municipal e estadual. Alguns animais são esterilizados, outros não. A vermifugação e vacinação dependem das condições financeiras do doador.

11- Porque esterilizar (castração cirúrgica)?
RESPOSTA: Esterilizar faz parte do que chamamos de Posse Responsável, pois é a solução para a superpopulação de animais errantes que vivem pelas ruas da cidade. É também grande aliada para inibir comportamentos indesejados, como demarcação territorial de machos e fêmeas escandalosas nos cio. Além disso, em machos se previnem problemas na próstata e em fêmeas doenças como o câncer de mama e piometria, entre outras. 

12- Sai caro ter um animal de estimação?
RESPOSTA: Ao adotar um animal, é preciso saber que você estará assumindo um compromisso a longo prazo. Cães e gatos podem viver até 15 anos (alguns chegam a 20 anos de vida!) e você precisará gastar com uma alimentação adequada de boa qualidade e granulado sanitário em caso de gato (algo em torno de 100 reais por mês), além de vacinas e consultas veterinárias sempre que for necessário (para um animal saudável algo em torno de 150 reais anuais).

13- Preciso levar meu animal no veterinário e não tenho dinheiro. Em Macaé existe consulta gratuita?
RESPOSTA: Sim. Somente consulta e vacina anti-rábica. Funciona na antiga CEASA na Barra de Macaé em frente ao Estádio Cláudio Moacyr. Horário: 2ª, 3ª e 4ª das 8 às 12h e das 13h30 ás 17h. Na 5ª e 6ª das 8 às 12h e das 13h30 às 16h30. Telefone: (22) 2772-4390

14- Como posso participar do PAM?
RESPOSTA: Você pode participar sendo ativista, ou seja, uma pessoa que, como o nome sugere, tem atitude de ajudar os animais. Seja conscientizando seus amigos e parentes, participando de eventos e protestos ou colaborando de qualquer forma. Envie um e-mail com o título: " Quero ser cadastrada (o) como integrante do PAM" e você começará a receber nossos informativos.

15- O PAM é um grupo vegano?
RESPOSTA: Não. O PAM apoia toda iniciativa de mudança de consciência que beneficie os animais, entre estas ações, está o Movimento Vegano.


16- Um vizinho está maltratando o cão dele, o PAM pode atender denúncia de maus-tratos?
RESPOSTA: Não. O PAM não é um órgão oficial para denúncias, mas, disponibiliza informações de como denunciar maus-tratos no link: http://protetoresdemacae.blogspot.com/2011/03/como-denunciar-maus-tratos-animais.html - Somos apenas pessoas comuns que, como você, se preocupa com os animais e nos unimos em torno dos objetivos que trabalhamos para alcançar. Precisamos sim fazer denúncias para o poder público perceber que a sociedade se importa e quer que a lei de proteção animal seja cumprida. Somente aumentando a estatística de Boletins de Ocorrência (BO) que vamos dar visibilidade ao problema que acontece nos lares dito "de bem". Denuncie sempre! Você já estará fazendo sua parte.

17- Há esterilização (castração) gratuita em Macaé?
RESPOSTA: Não. Estamos cobrando há cinco anos enviando ofícios para prefeitura e ainda não obtivemos resultado nesta importante política pública. Veja link: http://protetoresdemacae.blogspot.com.br/2010/12/pam-visita-posto-de-esterilizacao-e.html
0

0 comentários:

Postar um comentário