terça-feira, dezembro 28, 2010


Não prenda pássaros!



Macaé tem uma variedade maravilhosa de pássaros, porém, é comum ver muitos indivíduos prendendo e vendendo pássaros nas ruas e avenidas da cidade de forma impune em plena luz do dia.
Precisamos de uma ação pedagógica urgente que faça a população se conscientizar quanto a esta questão. Não digo de forma radical, pois entendemos que a cultura antigamente era de prender passarinho e isto melhorou bastante.

Já arrumei briga e até perdi amigos em discussões quanto ao tema, em fazendas que visitei pela região onde os pais incentivavam os filhos a pegar pássaros silvestres como se fosse uma brincadeira ou até uma distração para eles.

É importante uma fiscalização com monitoramento de pássaros que já vivem em cativeiro. Somente ações de apreensão não resolvem, porque eles vão continuar pegando.

Vamos citar um exemplo ilustrativo: "Se o sr. Zezinho do Sítio Girassol que tem um pássaro em cativeiro há 10 anos, não será possível libertar o mesmo, pois ele morreria. Ações judiciais levam anos e o poder público não tem condições de abrigar estas aves, então, deverá haver um cadastro destas pessoas e a partir daí começar o monitoramento, sem tirar aquele pássaro que está ali há mais de 10 anos. É capaz do sr. Zezinho de 80 anos ter um infarto se uma ação desta acontecer."

Cada caso é um caso e temos que buscar juntos soluções para situações tão complexas que envolvem: Educação, Cultura, Respeito, Legislação e principalmente Consciência e Compaixão pela fauna brasileira.

PROTEJA O PLANETA TERRA! VOCÊ FAZ PARTE DESTE ORGANISMO VIVO!

Texto: Eliana Petrelli
Abaixo texto da internet sobre legislação e multa para quem prende pássaros:

Pássaro Legal é pássaro Solto!

NÃO PRENDA PÁSSAROS, NÃO COMPRE PÁSSAROS! VOCÊ GOSTARIA DE ESTAR NO LUGAR DELE?

Pássaro preso não canta, chora. A melhor casa para um pássaro não é a sua e sim a dele!

Segundo o artigo 24 do Decreto 6.514 de 22 de julho de 2008, caçar, perseguir, apanhar, comercializar, criar ou danificar espécies da fauna silvestre prevê multa de até R$5.000,00.

Segundo a lei em questão, é proibido até mesmo andar com pássaros (mesmo que registrados) pelas vias públicas, nem tão pouco levá-los a lojas comerciais. Os animais serão apreendidos e os proprietários poderão receber multa de até R$5.000,00. Quando se retira um animal da natureza, toda floresta é afetada. Os machos são aprisionados por seu belo canto, e as fêmeas não conseguem mais reproduzir. Em alguns anos, as matas estarão vazias e silenciosas. Um coleiro, chanchão, trinca-ferro, saíra, canário-da-terra, sabiá ou sanhaço, entre outros, que esteja aprisionado em sua casa, deixa de fecundar flores e de dispersar sementes de árvores na mata.

Além do mais, manter pássaro aprisionado é cruel. O pássaro atrofia os músculos das asas e canta de tristeza. Traficantes são ainda mais cruéis, costumam furar os olhos dos pássaros para transportá-los, não alimente este comércio ilegal e nefasto.
0

0 comentários:

Postar um comentário