terça-feira, novembro 22, 2011


A história do Dogo Argentino batizado de "Cigano"

Fátima com a "pequena criança" na veterinária Lúcia do Clinicão

O primeiro contato do PAM com a história do Dogo Argentino abandonado com câncer no testículo foi dia 13/11/11, através do e-mail da Ana Maria para a Paula onde ela dizia: "Prezada Paula, Desde ontem (12/11) encontra-se, em frente à minha casa, um cão com aparência de bulldog americano. Ele parece ser velho e dócil, talvez doente. Dei-lhe água e ração, mas infelizmente não posso acolhê-lo pois possuo um adorável vira latas e, pesquisando, descobri que o bulldog (caso ele seja um) não suporta dividir o ambiente com outro cão. Bem, quero ajudá-lo, mas não sei como. Os outros moradores da minha rua estão com medo dele e temo que possam maltratá-lo. Por favor, ajude-me a ajudá-lo."

 Após este e-mail pedimos para ela enviar fotos pra divulgarmos nos nossos álbuns de adoção das redes sociais, porém, a vontade da Ana era tão grande em ajudar que ela foi pessoalmente pedir orientação na reunião do PAM realizada dia 14/11/11. Sabendo que não recolhemos animais foi com o coração aberto e esperançoso e chegando lá conheceu a Alyne que é uma voluntária do bem que um dia também chegou até o PAM pedindo ajuda e na ocasião apresentamos a Fátima pra ela e as duas se tornaram grandes amigas.

Naquela mesma noite a Alyne foi ver o cão e junto com a Fátima o resgataram com a ajuda financeira da Ana que não se isentou da responsabilidade.

Olha que olhar meigo

Foi constatado que ele sofreu maus-tratos, pois tinha vários furos pelo corpo e além disso ainda estava com tumor, provavelmente, motivo do abandono.
Tumor no testículo

Atualmente ele está fazendo quimioterapia e elas construíram um canil para abrigá-lo. É um cão que dá muita despesa pelo tamanho e pelo fato de estar doente, por isto, elas estão fazendo uma campanha e arrecadando doação de ração e remédios.

Vamos ajudar o Cigano, pois a Fátima e a Alyne já ajudam muitos cães e sozinhas fica impossível socorrer mais animais. Cada um fazendo um pouco não pesa pra ninguém, porém, pedimos para a comunidade ficar de olho e denunciar quando ver alguém abandonar um animal, pois é crime. Não adianta ficarmos no assistencialismo sem cumprimento das leis. Contamos com todos para fazer denúncias. Veja como proceder no link: http://protetoresdemacae.blogspot.com/2011/03/como-denunciar-maus-tratos-animais.html

Após esta publicação a Alyne nos enviou mais detalhes da história conforme ela relata abaixo:
25/11/2011

JOÃO GRANDÃO – CIGANO
Inicio de uma historia:
Dia 12 de novembro João Grandão foi encontrado por dona Ana em frente a sua casa no bairro Bela Vista, muito machucado com furos pelo corpo, doente, com tumores abertos e com muita fome, dona Ana com seu bom coração, lhe ofereceu alimentação e carinho durante  os três dias em que ele ficou na rua,e como foi feriado não foi possível levá-lo no veterinário,ela mandou email ao PAM e sabendo da reunião ela e com esperança de ajuda foi ate lá e eu e Laila estávamos presentes e com seu pedido fomos particularmente vê-lo para poder saber da situação e ver uma solução que não tínhamos...

Foi quando chegamos Laila, Ana  eu e João meu esposo que ao ver a chuva cair e o João Grandão vindo lhe abraçar dando-lhe a pata ,com aquele olhar de dor e sofrimento nos não pensamos muito.
Fátima naquele momento me liga e conto a ela o acontecido e ela me diz que a sua casa esta com as portas abertas para recebê-lo...

João pegou o cão no colo e o colocamos no carro e despedimos de Ana e família que arcou com sua quimioterapia e fomos para minha casa no mirante da lagoa que é pequena, mas na noite do acontecido o abrigou, na manhã seguinte Fátima o recebeu com o coração aberto,e desde então vem o abrigando,levamos ele a Dr. Lucia que constatou seus dez anos e seus tumores, fez exames, e começamos a quimioterapia e o tratamento de anemia desde então todos os amigos foram ajudando com ração, medicamentos, dinheiro, casinha, caminhas, sabonetes, xampu, e tudo que foi possível, mas algo não estava bom...
O espaço com sua melhora ele ficou mais disposto então fizemos um canil na lateral da casa de Fátima para deixá-lo mais a vontade.

Seu Geraldo que assistiu e torceu durante a luta de Cigano pela TV e sabendo da batalha do até então João grandão e resolvemos rebatizar de João que foi um tempo de abandono e tristeza para Cigano que venceu as ruas e esta lutando pela vida e nos ensinando que tendo vida tem esperança ele tem tumores e esta tendo muita força de vontade e a luta contra o tumor esta acontecendo e vamos torcer assim como torcemos por cigano a vencer nosso cigano também vai vencer


Quem quiser colaborar com ração e tratamento dele, entrar em contato com a Alyne:
Celular: (22) 9914-2814
E-mail: alynefrancieli.afs@gmail.com

0

0 comentários:

Postar um comentário